FANDOM




Veríssimo queria um dia fazer uma crônica como uma valsa antiga, cheia de rimas - como quimera e primavera - e com uma sugestão de intriga. Teria namorados trocando olhares, tias e envergonhados nos seus lugares. Seria uma orquestra toda de professores, um de desenho, um de latim, cinco de português e todos amadores. O baterista cheiraria coca. O cadete rouba o amor da filha de um magnata: pescoço de alabrastto, boca de rubi e os olhos de uma gata. O namorado, despeitado, urde sua vingança. O pais da moça dorme nos seus sete queixos e sonha com um negociata.No avarandado branco, onde vão ver a lua, a moça e o cadete, que a imagina nua, beijam-se perdidamente a três por quatro. "[...]" Este é um conto com rimas, Veríssimo foi fazendo várias. E quando não tinha mais nada em mente, repetia "um, dois, três" e começava uma parte nova.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória